Gastrite

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

Dicas para amenizar a Gastrite.

Nossa nutricionista nos fala um pouquinho sobre Gastrite.

O termo gastrite significa a presença de processo inflamatório na mucosa gástrica, porém, esse termo muitas vezes tem sido atribuído de forma inadequada tanto por pacientes como por médicos para indicar apenas sintomas dispépticos como queimação, flatulência, plenitude gástrica após refeições, sensação de peso no estômago, etc.. Na presença de gastrite esses sintomas podem estar presentes, mas também podem ocorrer em pessoas com mucosa gástrica normal (Marques, C.; Laudanna, A.).

A melhor forma de se obter o diagnóstico é por endoscopia após uma anamnese cuidadosa, quando se refere as manifestações clínicas como dor local, dor de cabeça, náuseas, vômitos, hemorragia, indisposição, azia, perda de apetite, etc., e às vezes até sem a presença de sintomas.

Muito se discute sobre a classificação da gastrite, existem várias classificações, não apenas aguda e crônica, mas também baseada na etiologia, sob o aspecto morfológico, etc.

Segundo a Revista de Gastroenterologia da Fugesp (2001), atualmente, tem-se enfatizado mais o aspecto etiológico e utilizado uma terminologia mais moderna, onde se tenta distinguir gastrite de gastropatia.

As gastrites referem-se a lesão epitelial na mucosa gástrica com presença de infiltrado inflamatório, e as gastropatias referem-se a lesão epitelial da mucosa gástrica na ausência de infiltrado inflamatório. Exemplo desta última é a gastropatia causada por AINES (antiinflamatórios não hormonais), onde existe lesão do epitélio gástrico, porém sem inflamação, não tendo diagnóstico histológico de gastrite.

De forma simplificada podem-se classificar as gastrites segundo a etiologia em:

1-     Gastrite por Helicobacter pylori

2-     Gastrite atrófica

3-     Gastropatia por AINES (antiinflamatórios não hormonais)

4-     Gastropatia química

Essas são as formas comuns. As formas mais raras são:

5-     Gastrite infecciosa

6-     Gastrite granulomatosa

7-     Gastrite eosinofílica

8-     Gastrite lonfocítica

9-     Gastrite hiperplásica

O tratamento vai ser indicado conforme a causa do problema, vamos direcionar nossos comentários mais para dietoterapia cujo objetivo é ajudar na redução da secreção ácida, se houver e dos sintomas,  protegendo a mucosa gástrica e promovendo a melhora do quadro, assim como evitar a anemia, se for o caso.

A substância agressora deve ser eliminada ( se houver), às vezes há necessidade de jejum por algumas horas ou mesmo dias, principalmente nos casos agudos. Depois de passada essa fase, introduzir os alimentos conforme a tolerância. Seguem algumas recomendações:

– Modificar hábitos errados, eliminando o fumo, ingestão de aspirina em excesso, corrigindo os horários das refeições e evitando comer apressadamente.

– Refeições com volumes pequenos, sem intervalos muito grandes entre elas, são fatores importantes.

– Iniciar com alimentos mais cozidos e macios. O leite pode ser usado, de preferência não isoladamente e também não como algo que vai aliviar a dor.

– Procurar não se alimentar muito tarde, perto do horário de deitar-se.

– Evitar alimentos, bebidas e temperos que estimulem a secreção gástrica como café, refrigerantes, bebidas alcoólicas, caldos do tipo consomes, temperos prontos e picantes, frituras e alimentos gordurosos,, embutidos e doces concentrados.

– Frutas – conforme a aceitação.

– Preparações sem gordura

– É claro que, isso tudo aliado ao tratamento clínico e farmacológico deve melhorar, mas não menos importante é continuar com hábitos saudáveis e evitar uma nova ocorrência da gastrite.

Maria Alice Maciel – Nutricionista

Print Friendly

Posts Relacionados

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Seja o Primeiro a Votar)
Loading...

4 Responses to Gastrite

  1. layze

    eu ainda nao consegui saber ao certo o que eu posso comer? eu procurei em vareos sites mas a desavensas o que uns dizem poder outros dizem que faz mal. eu gostaria que me passacem uma lista dos alimentos que eu posso comer, paes, bolos, sucos… receitas de como preparer os alimentos e que tipo de comida pronta pode ser ingerido no caso de quem tem gastrite cronica. obrigado desde ja.

    • Foto de perfil de Orlando Baumel
      Orlando Baumel

      Muito obrigado pela participação no OBA Gastronomia.
      Minha sugestão é que você consulte uma nutricionista. Com certeza, ela irá te dar uma orientação bem bacana!
      Grande abraço!

  2. jaqueline

    Vocês podem me indicar algum livro de culinária para quem tem gastrite.
    OBRIGADA.

    • Foto de perfil de Orlando Baumel
      Orlando Baumel

      Ao invés de comprar um livro específico, procure adequar as receitas normais às exigências de uma dieta para pessoas com gastrite. Com certeza, irá até se divertir mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *