Orlando Baumel

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

Um dos lugares mais lindos do mundo.

O OBA Gastronomia foge um pouco do assunto hoje e mostra para vocês o Parque Nacional do Iguaçu.

Eleito em 2011 uma das 7 maravilhas naturais do mundo (e com justiça), é um lugar emocionante e inesquecível. Nesta minha passagem por Foz do Iguaçu, esta foi a segunda vez que visitei as Cataratas. Na primeira, a chuva atrapalhou um pouco. Quando acordei hoje pela manhã e vi o dia lindo de sol, não tive dúvidas: o lugar merecia mais uma ida.

A paisagem é de perder o fôlego, para sentir orgulho de ser brasileiro. É um lugar que me deixa sem palavras sempre que visito. Uma sensação de que tudo pode ser perfeito no mundo. A certeza que fomos agraciados com uma natureza estonteante e sem igual. Cabe a nós o respeito, carinho, encantamento e a reflexão de que o mundo só depende de nós para ser bem melhor.

Aproveitem o passeio. Tudo começa na entrada do parque, por dentro da mata, em ônibus especiais.

Enquanto olham a paisagem, saibam um pouco mais a respeito deste paraíso através do Portal Oficial das Cataratas.

PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU

Dirigido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão federal responsável pela gestão das Unidades de Conservação do Brasil, o Iguaçu é exemplo de integração entre a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais.

Quati - um dos símbolos do Parque Nacional do Iguaçu

 O Parque nacional do Iguaçu, criado em 1939, pelo Decreto N° 1.035, abriga o maior remanescente de floresta Atlântica (estacional semidecídua) da região sul do Brasil.

O Parque protege uma riquíssima biodiversidade, constituída por espécies representativas da fauna e flora brasileiras, das quais algumas ameaçadas de extinção, como onça-pintada (Pantheraonca), puma (Puma concolor), jacaré-de-papo-amarelo (Caimanlatirostris), papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea), gavião-real (Harpia harpyja), peroba-rosa (Aspidospermapolyneutron), ariticum (Rolliniasalicifolia), araucária (Araucariaaugustifolia), além de muitas outras espécies de relevante valor e de interesse cientifico.

Essa expressiva variabilidade biológica somada à paisagem singular de rara beleza cênica das Cataratas do Iguaçu, fizeram do Parque Nacional do Iguaçu a primeira Unidade de Conservação do Brasil a ser instituída como Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela UNESCO, no ano de 1986.

Já de longe, a grandiosidade impressiona

Unido pelo rio Iguaçu ao Parque Nacional Iguazú, na Argentina, o Parque integra o mais importante contínuo biológico do Centro-Sul da América do Sul, com mais de 600 mil hectares de áreas protegidas e outros 400 mil em florestas ainda primitivas, responsabilidade ímpar para ações conjuntas entre brasileiros e argentinos nos esforços de preservação deste tão importante patrimônio mundial.

CATARATAS DO IGUAÇU

A palavra Iguaçu significa “água grande”, na etimologia tupi-guarani. As Cataratas são formadas pelas quedas do rio Iguaçu. Dezoito quilômetros antes de juntar-se ao rio Paraná, o Iguaçu vence um desnível do terreno e se precipita em quedas de até 80 metros de altura, alcançando uma largura de 2780 metros.

Sua formação geológica data de aproximadamente 150 milhões de anos, porém a formação do acidente geográfico das cataratas se iniciou a aproximadamente 200 mil anos.

O rio Iguaçu mede 1200 metros de largura acima das cataratas. Abaixo, estreita-se num canal de até 65m. A largura total das Cataratas no território brasileiro é de aproximadamente 800m e no lado argentino de 1900m. A altura das quedas varia de 40 a 80 metros.Dependendo da vazão do rio, o número de saltos varia, atingindo um numero superior a 100 nos períodos de média vasão.

O incrível visual da Garganta do Diabo

A vazão média do rio fica em torno de 1.500 m3 por segundo, variando de 500 m3/s nas ocasiões de seca a8.500 m3/s nas cheias. O volume maior de água ocorre entre os meses de outubro a março.

Os principais saltos são 19, cinco deles do lado brasileiro (Floriano, Deodoro e Benjamin Constant, Santa Maria e União) e os demais no lado argentino. A disposição dos saltos, com a maior parte deles no lado argentino e voltados para o Brasil, proporciona a melhor vista para quem observa o cenário a partir do Brasil.

Um lugar mágico

Conhecer Cataratas do Iguaçu é um privilégio. Uma emoção única na vida. Uma paisagem que fica guardada na lembrança de todos que tem a felicidade de estar aqui.

O OBA Gastronomia não poderia deixar de compartilhar imagens tão lindas com seus leitores. Quem conhece, sabe do que falo. Quem não conhece, fica a dica de um passeio inesquecível.

Fonte do texto: http://www.cataratasdoiguacu.com.br

Posts Relacionados